O Jogo ao Vivo

Televisão

Pêpê Rapazote: morto seis vezes na novela

Pêpê Rapazote: morto seis vezes na novela

É num café na zona de Belém, junto ao Tejo, que Pêpê Rapazote se senta à mesa com Dalila Carmo para um último pequeno-almoço. Depois de meses a gravar a novela da noite da TVI "Na corda bamba", o casal "Pipo" e "Lúcia" ensaia a derradeira cena do ator antes de Pêpê rumar a outros projetos: é que o agente de cobranças difíceis da trama vai aparecer morto a boiar na piscina.

Ao JN, o protagonista confidencia que gravou não uma, nem duas... mas seis "mortes" da sua personagem, porque o autor Rui Vilhena quer adensar o mistério. "Gravei várias mortes. No princípio, até pensei que tivesse a ver com "flashbacks" - do género "e se tivesse sido o padeiro?" e via-se o padeiro a matar-me... - mas foi tudo só para despistar. Tivemos a perder tempo, sendo que das seis gravações só uma é que serve!", refere o ator, conformado com o sacrifício.

Nem outros atores sabem

PUB

E quem matou o "Pipo"? "Só o Rui Vilhena e os autores é que sabem. Nem os outros atores têm conhecimento! O assassino mais óbvio seria a "Lúcia", mas todos os que contribuíram para destruir a minha vida e a dos meus filhos são suspeitos", justifica o ator.

O artista garante que lhe custa deixar Dalila Carmo e o restante elenco. "Vai custar muito dizer adeus porque foi a melhor novela que já fiz. Nunca tinha feito uma trama do Rui Vilhena e com este elenco fantástico".

Aquele que é um dos atores mais reconhecidos a nível internacional, com participações em séries como "Narcos", não revela o desafio que se segue. Mas deixa uma pista: "Bem-vindos a Beirais" pode voltar à RTP1 e o nome do ator tem sido dado como hipótese na série. "Beirais? Até agora ainda ninguém me disse nada, mas já ouvi dizer que pode voltar. Não sei se faria", remata.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG