Premium

Pequenos mas com papéis difíceis

Pequenos mas com papéis difíceis

Margarida Serrano, de 11 anos, Tomás Andrade, de 13, e Matilde Serrão, de 12, vivem os desafios da pré-adolescência, ao mesmo tempo que se mostram na televisão como promissores atores. Têm papéis difíceis, não se somando ao elenco só na figuração. E vivem com regras que envolvem a família, enfrentando, ainda, possíveis consequências na sua vida.

Em "Na corda bamba" (TVI), Margarida é "Ritinha", raptada em bebé e membro de uma família que vive em agitação. Um papel difícil que lhe trouxe sacrifícios. "O desafio maior é mesmo conseguir transmitir o facto da "Ritinha" se sentir um pouco perdida enquanto tenta perceber realmente quem é e onde pertence." As cenas em que se emociona são as mais complicadas, mas chorou de verdade quando teve de cortar os longos cabelos. "Havia muito de mim, Margarida, ali. Mas o que importa é que a cena ficou forte e bonita. Isso e o facto de ter doado o meu cabelo a uma instituição que oferece perucas a crianças e jovens que sofrem de doenças como o cancro".

Boas notas e ir às aulas