Mudança

Produtora obrigada a escolher Cristina ou a SIC

Produtora obrigada a escolher Cristina ou a SIC

Equipa deixou o "Dia de Cristina", na TVI, passando a dedicar-se em exclusivo a "Casa feliz", na SIC, para anular conflitos de interesses.

Depois de ser obrigada a estar em isolamento profilático por contacto com pessoa infetada, Cristina Ferreira ficou sem a equipa que garantia a produção do seu programa. Tudo porque, segundo apurou o JN, a produtora responsável, a Coral Europa, foi obrigada a escolher entre trabalhar para o "Dia de Cristina", na TVI, ou para o "Casa feliz", na SIC. Os formatos coincidem nas manhãs em que o programa conduzido por Cristina vai para o ar. Ou seja, "para evitar conflitos de interesses e garantir a exclusividade, foi preciso fazer uma opção", explicou uma fonte ao JN, sendo que os profissionais da produtora passarão agora as manhãs só com João Baião e Diana Chaves, na SIC.

Foi a meio desta semana que se soube das mudanças, mas desconheciam-se os verdadeiros motivos, surgindo rumores de que exigências feitas por Cristina estariam na origem da separação. Algo que a estrela negou, anteontem, em conversa com Manuel Luís Goucha. "Quando há uma produtora externa, como é o caso do "Dia de Cristina", as pessoas que lá trabalham são afetas a essa produtora. É a produtora que manda quais são as pessoas que ficam ou que não ficam", explicou, acrescentando que "as pessoas não estão mal, não querem ir embora, não têm medo da Cristina, nem ela é a mazinha de serviço".

Com tudo o que tem acontecido, a comunicadora diz agora que "o "Dia de Cristina" passou de ser quando a Cristina quiser para quando a Cristina puder". O próximo será na terça-feira mas, além de ter perdido os colaboradores externos, tem o diretor de produção, André Manso, infetado com covid-19, e tem o "braço-direito" João Patrício também em isolamento profilático.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG