Gente

Rita Guerra rendida a Mickael Carreira

Rita Guerra rendida a Mickael Carreira

Separada de António Pedro Cerdeira, Rita Guerra não descarta a hipótese de se apaixonar por um homem mais novo: "não seria a primeira vez". Por sua vez, Mickael Carreira diz que ela é "uma diva".

O casamento com António Pedro Cerdeira durou apenas seis meses, mas o processo de divórcio ainda não está concluído. "Vou tratar disso para a semana. Essa situação está completamente ultrapassada. Agora é seguir em frente...", confessou.

Apesar de refutar especulações em torno de um possível romance com Mickael Carreira, Rita não poupa elogios ao cantor. "O Mickael amadureceu muito como homem e como cantor. Ele prova que um cantor romântico pode sê-lo com qualidade, com bom gosto", disse a cantora de 44 anos, afirmando ainda que "não seria um disparate" apaixonar-se por um homem mais novo. "Já aconteceu, não seria a primeira vez".

Feliz com o seu novo trabalho, gravado em Miami, nos EUA, Mickael Carreira mostrou-se feliz por ter a seu lado Rita Guerra, que considera "uma diva" e com quem revela ter construído uma relação muito próxima.

"Fiquei contente quando ela aceitou o convite. Foi uma experiência fantástica para mim. Graças a este dueto nasceu uma amizade entre nós. Damo-nos muito bem, ela é uma excelente pessoa", realça o filho mais velho de Tony Carreira.

A assistir ao concerto de Mickael estiveram várias caras conhecidas e, como não podia deixar de ser, o clã Carreira.

O pai do cantor não escondeu o orgulho pelo trabalho do filho e teceu rasgados elogios a "Viver a vida". "Se tivesse que comparar os meus discos com este, possivelmente só dois é que estariam perto deste em termos sonoros. Há uma certa competição interna entre nós, e este disco do Mickael também serviu para que no meu próximo álbum eu tente fazer melhor que ele", confessou o cantor romântico.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG