Gente

Rod Stewart dedica música a filha que deu para adoção

Rod Stewart dedica música a filha que deu para adoção

Rod Stewart volta aos palcos com o novo álbum "Time", que inclui um tema inspirado no primeiro amor do cantor e na filha dada para adoção, há 50 anos. "Não tínhamos onde cair mortos", recorda o músico.

"É sobre uma rapariga real, Susannah Boffey. Era para mim, aos 17 anos, o meu primeiro amor e foi a mãe da minha primeira filha", contou o cantor ao jornal inglês "The Independent". "A bebé foi adotada porque não tínhamos onde cair mortos".

"Juro a Deus que não podia ter-te amado mais. Sento-me a brincar com os meus filhos e pergunto-me onde estás neste mundo. Alguma vez paras para pensar em mim?", canta Rod Stewart, depois de duas décadas em silêncio.

Rod Stewart tinha acabado de fazer 18 anos quando foi pai de uma menina, chamada Sarah. O cantor ainda vivia em casa dos pais e tocava harmónica em pub, no norte de Inglaterra, enquanto Susannah, de 17 anos, era uma estudante de arte.

"Tu eras a Greta Garbo, eu era Jack Kerouac", canta Stewart na música "Brighton Beach". "Não planeávamos casar e fiquei demasiado assustado para contar aos meus pais", explicou o músico ao "The Independent".

Depois de ter sido dada para adoção, Sarah passou vários anos em centros de acolhimento, até que foi adotada por um casal, quando tinha cinco anos. Aos 18, soube que Rod Stewart era seu pai.

Após a morte da mãe adotiva, há cinco anos, Stewart e Sarah reencontraram-se e reconciliaram-se. "Estamos muito próximos e começámos até a tratar-nos por pai e filha. Mas foi duro, porque não lhe troquei fraldas, nem a levei à escola", disse ainda ao jornal britânico Rod Stewart, pai de oito filhos nascidos dos seus três casamentos.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG