Representação

Sub-18 marcam pontos na ficção nacional

Sub-18 marcam pontos na ficção nacional

Madalena Aragão, Beatriz Frazão, João Gouveia ou Margarida Serrano estão no ar com papéis de destaque. Provando talento como gente grande.

A ficção lança constantemente novos valores, e alguns provam talento de gente grande. É o caso de Madalena Aragão, que é agora Diana na novela da TVI "Para sempre". Aos 16 anos revela uma dose extra de maturidade, pois interpreta uma jovem mais velha dois anos e na universidade. Representa há seis anos, conciliando gravações com aulas no secundário, reconhecendo que a família é o "porto de abrigo". Em breve vai fazer um filme e sublinha que quer evoluir na representação, não esquecendo que "sou uma miúda normalíssima, com alguns sonhos em concretização, mas também com frustrações, medos e ansiedades que vou tendo que gerir". Conta com o apoio da agência Notable que, segundo a diretora, Inês Mendes da Silva, coordena agendas sem prejuízo da componente escolar, além de haver "cuidado na gestão de marcas e projetos que se adequem à idade".

Na trama, Madalena contracena com Beatriz Frazão e João Gouveia, ambos com 17 anos. Na história, eles são, respetivamente, Mafalda e Girafa. Junta-se Matias Passos, ou melhor, o irmão Kiko (na ficção), de 12 anos. Para Beatriz, este desafio permitiu-lhe "sair completamente da zona de conforto". Aos 13 anos já havia recebido um Globo de Ouro como revelação. Em abril lançou o livro "Queres ser ator? Tenho tanto para te contar!" à conta da experiência.

"Bem-vindos a Beirais" em 2014 foi o primeiro trabalho de João Gouveia, que nunca mais parou, experimentando teatro e cinema. Além de se mostrar em "Para sempre", integra o musical "Andy", em digressão pela Europa até dezembro de 2022. Na TV, o seu Girafa tem como irmã Maria Marques (Patrícia), de dez anos.

PUB

Aos cinco anos, Rodrigo Costa tem dado que falar pela cena emotiva que protagonizou no mesmo projeto da estação de Queluz de Baixo, quando Pedro (Diogo Morgado na versão adulta) é abandonado pela mãe à porta da igreja e ele chora copiosamente. "Só precisei de me concentrar", contou.

Eles é mais redes sociais

Na SIC, Margarida Serrano, de 14 anos, e Maria Eduarda Laranjeira, de 12, destacam-se no núcleo juvenil de "A serra" como Anabela e Leonor. As duas estão quase ao mesmo tempo no meio. O tempo passa e os papéis vão-se adaptando às diferentes fases de quem está a crescer.

A maioria das crianças e jovens são representavas pela True Sparkle onde, segundo Sofia Espírito Santo, uma das responsáveis e também atriz, "há todo um conjunto de cuidados na contratação e no acompanhamento ao longo do projeto, de que um adulto não carece". E será que há mais miúdos a quererem entrar em novelas?". "Não. Mas a quererem ser famosos nas redes sociais, sim", responde Sofia sem hesitar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG