Política

"2014 pode coroar esforços dos portugueses", confia Passos Coelho

"2014 pode coroar esforços dos portugueses", confia Passos Coelho

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, defendeu, esta quarta-feira, que se confirmou o prognóstico de que a tendência recessiva seria vencida em 2013 e manifestou-se confiante em que "o ano de 2014 pode coroar positivamente os esforços dos portugueses".

"Quando olhamos para o crescimento da economia, para a evolução dos dados do emprego e do desemprego - os primeiros a aumentar em termos líquidos, o segundo a reduzir, não tanto quanto nós gostaríamos, mas consistentemente, mês após mês - nós ficamos cada vez mais confiantes em como o ano de 2014 pode ser realmente uma forma de coroar positivamente os esforços dos portugueses", declarou o chefe do executivo PSD/CDS-PP.

Pedro Passos Coelho fez esta antevisão de 2014 durante um encontro de Natal com o grupo parlamentar do PSD, na Assembleia da República.

"Estes sacrifícios que temos vindo a fazer têm vindo a produzir resultados que nos permitem pensar que vamos fechar o nosso programa de assistência favoravelmente e que em 2014 teremos já um ano de recuperação económica efetiva", considerou, voltando a apontar 17 de maio como a data para a conclusão do programa de resgate a Portugal.

Antes, referindo-se à estimativa feita há um ano, o primeiro-ministro perguntou aos deputados do PSD: "Lembram-se de que no ano passado tínhamos prognosticado que em 2013 nós conseguiríamos estabilizar a economia e inverter a tendência recessiva que tínhamos registado em 2012?". E acrescentou: "Os dados vieram a confirmar essa nossa expectativa".

Passos Coelho referiu que, não logo no primeiro trimestre, como o Governo gostaria, mas no segundo trimestre deste ano a economia portuguesa cresceu. "Portanto, a tendência recessiva ficou vencida - e não apenas nesse segundo trimestre, também no terceiro, e nada aponta para que o final do ano seja diferente", reforçou.

Outros Artigos Recomendados