Política

Arménio Carlos afirma que violência só serve para desviar atenções

Arménio Carlos afirma que violência só serve para desviar atenções

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, alertou esta sexta-feira que a violência não contribui para os interesses dos trabalhadores portugueses e disse que ações violentas só servem para desviar as atenções dos problemas.

"A violência só interessa à outra parte. Violência neste momento, seja ela qual for do ponto de vista fortuito como aquela a que assistimos, não resolve problema nenhum dos trabalhadores, pelo contrário, só prejudica a luta dos trabalhadores", afirmou Arménio Carlos aos jornalistas depois de intervir no 10.º congresso da União dos Sindicatos do Porto.

Já durante o discurso que realizou no evento o secretário-geral da central sindical havia lamentado, uma vez mais, as cenas que tiveram lugar diante do Parlamento na quarta-feira e colocou a questão: "Quem é que beneficiou com a violência? Não foram os trabalhadores".

"Não queremos um trabalhador revoltado que amanhã se torne num trabalhador submisso. Queremos um trabalhador indignado, que participe civicamente em todas as iniciativas, mas numa perspetiva da elevação da consciência social", declarou Arménio Carlos, referindo que a CGTP se procura afirmar "não pela violência, mas pelas propostas".

Para o secretário-geral da CGTP, "o que determina a força da razão, não é a violência, é a força das ideias, das propostas, das alternativas, isso é que importa. Agora, a violência gratuita só serve para desviar as atenções dos portugueses dos problemas com que estão a ser confrontados".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG