5 de outubro

Bandeira portuguesa hasteada ao contrário nas comemorações da República

Bandeira portuguesa hasteada ao contrário nas comemorações da República

A comemoração do último feriado nacional da República fica, para já, marcada por uma falha no protocolo. A bandeira portuguesa foi içada ao contrário nos Paços do Concelho, onde decorrem as cerimónias.

O lapso causou um momento de atrapalhação evidente, mas o protocolo acabou por deixar a bandeira portuguesa tal qual foi içada, na varanda dos Paços do Concelho, para assim evitar um embaraço maior com a retificação.

O presidente da Câmara de Lisboa, o socialista António Costa, garantiu, esta sexta-feira, que a autarquia continuará a organizar as cerimónias que celebram a implantação da República, apesar de o Governo ter decidido acabar com o feriado do 5 de outubro.

"A comemoração da República, em 5 de outubro, como a comemoração da Restauração da Independência, em 1 de Dezembro, o 25 de Abril ou o 10 de junho, são datas capitais da nossa história. Por isso, a Câmara Municipal de Lisboa continuará no futuro a organizar as cerimónias comemorativas da implantação da República, no dia 5 de outubro, e a participar nas comemorações do 1.º de Dezembro", disse António Costa.

O presidente da Câmara de Lisboa falava durante as cerimónias oficiais deste ano do 5 de Outubro, no Pátio da Galé.