Política

BE compara Portas a uma "bimby governante"

BE compara Portas a uma "bimby governante"

O BE afirmou, esta quarta-feira, que com as mudanças na orgânica do executivo "o papel do CDS será governar o PSD", comparando Paulo Portas "a uma espécie de 'bimby" [robô de cozinha] governante, não havendo nada que não possa cozinhar".

"A crise política desta semana foi a cara do fracasso da austeridade e das políticas deste Governo, partido em cacos como um jarrão de porcelana, os cacos não têm restauro possível, a cola não aguentará", disse a vice-presidente da bancada bloquista, Cecília Honório.

A deputada do BE discursava na abertura de um debate potestativo no parlamento "pela renegociação da dívida pública e a denúncia do memorando".

Cecília Honório acusou Vítor Gaspar e Paulo Portas de, com as suas demissões, apresentadas na semana passada, "lançarem as bombas" e quererem "fugir dos estilhaços".

"O primeiro conseguiu, deixou a herdeira. Paulo Portas parece ter sido apanhado na sua própria ratoeira. À primeira vista, o papel do CDS no Governo será governar o PSD, Paulo Portas sai como uma espécie de bimby governante, não havendo nada que não possa cozinhar, na economia, nos negócios estrangeiros, como vice-primeiro-ministro", continuou, no mesmo registo irónico.

A deputada do BE acusou Portas e o CDS-PP de terem "um irrevogável apego ao poder" e de protagonizarem "uma comédia" que é "uma tragédia para o país".

"Quantas intriguices palacianas chegarão para decidir quem manda nas Finanças? Paulo Portas ou Maria Luís? No QREN, Paulo Portas ou Poiares Maduro? Na diplomacia económica, Paulo Portas ou o futuro ministro dos Negócios Estrangeiros? A coligação está tão agarrada ao poder que sofre de autofagia", declarou.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG