Política

Carlos César diz que eleitorado tem "dúvidas significativas" sobre alternativa PS

Carlos César diz que eleitorado tem "dúvidas significativas" sobre alternativa PS

O ex-presidente do Governo Regional dos Açores Carlos César destacou, durante a noite eleitoral, na sua página de Facebook, que o PSD foi derrotado nestas eleições, mas que o eleitorado tem "dúvidas muito significativas" sobre a capacidade do PS em ser alternativa. »»» Conheça os deputados portugueses eleitos»»» Leia também Frente Nacional provoca terramoto político em França e veja a composição do Parlamento Europeu, que pela primeira vez vai ter um representante do partido neonazi alemão.

No mesmo texto de análise aos resultados da eleições europeias deste domingo, Carlos César defende que o melhor para o país são eleições legislativas antecipadas, já que, na sua opinião, o Governo "debilitar-se-á progressivamente" e "perderá capacidade de discernimento".

Ainda no Facebook, César salientou que a vitória do Partido Socialista "foi modesta".

Comissão Nacional no próximo sábado

O PS vai reunir a sua Comissão Nacional no próximo sábado, no Vimeiro, Torres Vedras, com a análise da situação política na agenda.

De acordo com fonte socialista, trata-se de uma reunião ordinária do órgão máximo do PS entre Congressos, que já estava marcada desde meados do mês de maio.

A reunião da Comissão Nacional do PS acontecerá menos de uma semana depois das eleições europeias de domingo, nas quais o PS foi o partido com mais mandatos depois de apurados os resultados em todas as 3.092 freguesias de Portugal e em 54 dos 71 consulados, segundo dados da Direção Geral de Administração Interna (DGAI).

Os resultados indicam sete deputados (31,45%) para o PS, seis (27,71%) para a Aliança Portugal (PSD/CDS-PP), dois (12,68%) para a CDU (PCP-PEV), um (7,15%) para o Partido da Terra (MPT) e outro (4,56%) para a Bloco de Esquerda, faltando atribuir quatro dos 21 mandatos de Portugal no Parlamento Europeu, que dependem dos resultados no estrangeiro.