O Jogo ao Vivo

eleições primárias

Comissão entende que candidaturas não podem enviar SMS em ato eleitoral

Comissão entende que candidaturas não podem enviar SMS em ato eleitoral

A Comissão Eleitoral para as primárias do PS deliberou, este domingoque as candidaturas devem "abster-se de utilizar quaisquer meios de comunicação eletrónica" durante o dia da votação, na sequência de uma queixa de António José Seguro contra António Costa.

"Nestes termos, deve a candidatura de António Costa cessar, com efeitos imediatos, o envio de mensagens SMS durante o dia do ato eleitoral (...) A deliberação referida no número anterior foi comunicada ao representante da candidatura de António Costa na Comissão Eleitoral, tendo o mesmo assegurado que o envio de mensagens SMS foi imediatamente cessado e que o mesmo se tratou de um erro processual", refere um comunicado da Comissão Eleitoral.

Este órgão, presidido pelo socialista Jorge Coelho, entende que as candidaturas devem "abster-se de utilizar quaisquer meios de comunicação eletrónica, nomeadamente chamadas telefónicas, SMS, emails, para fins de marketing político durante o dia do ato eleitoral, sob pena de as mesmas poderem influenciar, ainda que indiretamente, o sentido de voto".

Esta deliberação surge na sequência de uma queixa apresentada pela candidatura de António José Seguro contra António Costa, alegando que este enviou hoje um SMS aos militantes socialistas a apelar que votem em si.

Por seu turno, fonte da candidatura de António Costa confirmou que foi detetado o SMS, dizendo tratar-se de "um lapso e foi corrigido", tendo sido suspenso "de imediato" e não ter chegado a 5% do universo eleitoral.

De acordo com o comunicado da Comissão Eleitoral, que cita a reclamação da candidatura de António José Seguro, a mensagem da candidatura de António Costa tinha o seguinte teor: "Hoje não deixe de votar. O PS precisa do seu apoio. Se tiver dúvidas onde vota, ligue 808303001. Conto consigo. António Costa".

Cerca de 250 mil simpatizantes e militantes socialistas escolhem, este domingo, entre o secretário-geral António José Seguro e o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, o candidato do PS a primeiro-ministro nas próximas eleições legislativas.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG