BE

Coordenador do BE acusa Passos Coelho de "cinismo social"

Coordenador do BE acusa Passos Coelho de "cinismo social"

O coordenador do Bloco de Esquerda João Semedo considerou, esta quinta-feira, que a mensagem do primeiro-ministro no Facebook são palavras de "cinismo social" e afirmou que os portugueses não merecem uma "situação tão trágica".

"São palavras de cinismo social na exata medida em que Pedro Passos Coelho é o único responsável por esta política e pelos seus efeitos", afirmou João Semedo, sobre a mensagem que o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, deixou, quarta-feira, no Facebook.

João Semedo considerou que "nem o país nem os portugueses merecem uma situação tão trágica" nem "a política de sacrifícios que Passos Coelho tem concretizado e que promete, de futuro, continuar".

O coordenador bloquista falava no final de uma reunião com o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, na sede dos comunistas, em Lisboa.

Numa mensagem escrita na sua página na rede social Facebook, Pedro Passos Coelho pediu os portugueses que tenham orgulho nos sacrifícios que estão a fazer, reconhecendo que "muitos não puderam dar aos filhos um simples presente".

"Peço apenas que procurem a força para, quando olharem os vossos filhos e netos, o façam não com pesar mas com o orgulho de quem sabe que os sacrifícios que fazemos hoje, as difíceis decisões que estamos a tomar, fazemo-lo para que os nossos filhos tenham no futuro um Natal melhor", pediu.

Sobre esta afirmação do primeiro-ministro, João Semedo considerou que "nenhum português se orgulha de sacrifícios inúteis".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG