Política

"Estamos a caminho de uma nova ditadura", diz Mário Soares

"Estamos a caminho de uma nova ditadura", diz Mário Soares

O ex-Presidente da República Mário Soares considerou, esta quinta-feira, que Portugal está a caminho de uma nova ditadura, dando como exemplo o que se está a passar esta noite com agentes de forças policiais em frente ao parlamento.

Mário Soares fez esta afirmação logo na abertura da sua intervenção na conferência "Em defesa da Constituição, da Democracia e do Estado social", em que também acusou o Presidente da República, Cavaco Silva, de ter uma "conduta inaceitável", ao não respeitar a Lei Fundamental.

"Estamos a caminho de uma nova ditadura. Foi o que se passou com os reitores das universidades e dos politécnicos. A violência está à porta. É o que se está a passar esta noite com as polícias", declarou o ex-chefe de Estado.

PUB

Antes, o "capitão de Abril" Vasco Lourenço avisou os governantes de que, "ou saem a tempo, ou vão ser corridos à paulada", à entrada para a conferência.

"É preciso acabar com esta situação miserável que o país está a viver. Já há bastante tempo que venho dizendo que o poder foi assaltado por uma bando de mentirosos, corruptos. É preciso acabar com isso. Eles ou saem enquanto têm tempo ou qualquer dia, como dizia há uns dias em Alcaçovas, vão ser corridos à paulada, se não for pior", afirmou o antigo militar.

À entrada para a Aula Magna da reitoria da Universidade de Lisboa, onde vai decorre a conferência, Vasco Lourenço frisou que tem vindo a repetir este alerta "há mais de três anos".

"Também não quero a violência de maneira nenhuma. Agora, não me parece possível que o país, que o povo português, continue a aguentar o que está a aguentar por muito mais tempo", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG