O Jogo ao Vivo

Política

Ana Gomes questiona papel de Durão Barroso no caso dos submarinos

Ana Gomes questiona papel de Durão Barroso no caso dos submarinos

A eurodeputada Ana Gomes lembrou esta quinta-feira que no caso dos submarinos houve condenações na Alemanha mas não em Portugal, declarando que a comissão de inquérito sobre o assunto pode ajudar a esclarecer o assunto.

"Há alemães condenados na Alemanha por corromperem pessoas em Portugal no quadro deste contrato de aquisição de submarinos e em Portugal não se sabe quem são os corrompidos", declarou a eurodeputada do PS.

Ana Gomes foi ouvida durante mais de quatro horas e meia na comissão parlamentar de inquérito à compra de equipamentos militares, incluindo os submarinos.

Na ocasião, e respondendo ao deputado do Bloco de Esquerda (BE) João Semedo, Ana Gomes admitiu que gostava de ouvir o primeiro-ministro de então, Durão Barroso, na comissão parlamentar.

"Qual foi a participação do doutor Durão Barroso?", perguntou a eurodeputada, tal como João Semedo, que lembrou que o BE pediu a audição de Barroso na comissão, que foi chumbada, e disse ter contudo a "profunda convicção" de que o ainda presidente da Comissão Europeia terá "inevitavelmente" de se explicar, seja "presencialmente ou por escrito".

Perante os deputados da comissão parlamentar de inquérito aos Programas de Aquisição de Equipamentos Militares (EH-101, P-3 Orion, C-295, torpedos, F-16, submarinos, Pandur II), a parlamentar europeia disse, no começo, que "há suspeitas de corrupção" que envolvem Paulo Portas enquanto ministro da Defesa, mas admitiu que errou em algumas acusações que fez ao atual vice-primeiro-ministro.

Ainda sobre Barroso, Ana Gomes diz que é "muito importante" perceber melhor como foi o comportamento do então primeiro-ministro, já que, advoga, o seu "envolvimento é muito maior do que parece ser" na compra dos submarinos.

Posteriormente, e instada pela deputada do CDS-PP Cecília Meireles a falar sobre eventuais situações envolvendo dirigentes do PS, e se delas falaria como fala atualmente de figuras de outros partidos, Ana Gomes diz que se tal ocorrer não fugirá a revelar ilegalidades.

"Estarei na linha da frente para expor essas pessoas", disse.