Política

BE: Demissão peca por tardia e deixa muitas interrogações

BE: Demissão peca por tardia e deixa muitas interrogações

A vice-presidente da bancada do Bloco de Esquerda, Cecília Honório, defendeu que a demissão de Miguel Relvas "peca por tardia" e deixa muitas interrogações, constituindo um "sinal da desagregação" do Governo.

"É um sinal óbvio da desagregação do Governo, de um Governo desnorteado e de uma situação que deixa muitos pontos de interrogação que têm que ser esclarecidos", afirmou Cecília Honório, considerando que a saída de Miguel Relvas "peca por tardia".

Segundo a deputada bloquista, são devidas explicações sobre as razões da demissão do ministro, e também explicações do ministro da Educação, Nuno Crato.

"Em primeiro lugar um ministro que foi a alma deste Governo sai por falta de ânimo. É preciso justificar esta falta de ânimo", afirmou, em declarações aos jornalistas no Parlamento.

Por outro lado, acrescentou, o ministro Nuno Crato "tem de dar explicações sobre a retenção de um relatório" sobre a licenciatura do ministro demissionário dos Assuntos Parlamentares.

A deputada disse que são necessárias explicações sobre um relatório que "foi retido e guardado numa gaveta até sair pelos vistos na altura certa".