António Costa

Costa diz que SMS de campanha em dia de eleições foi "um lapso"

Costa diz que SMS de campanha em dia de eleições foi "um lapso"

A candidatura de António José Seguro entregou uma queixa contra António Costa, alegando que este enviou, este domingo, um SMS aos militantes socialistas a apelar que votem em si, mensagem que a candidatura do autarca lisboeta diz ter sido um lapso já suspenso.

De acordo com a candidatura do atual secretário-geral socialista, a queixa é assinada por João Proença, diretor da campanha, e foi dirigida ao presidente da Comissão Eleitoral, Jorge Coelho.

Por seu turno, fonte da candidatura de António Costa diz que foi detetado o sms, que "foi um lapso e foi corrigido", tendo sido suspenso "de imediato" e não ter chegada a 5% do universo eleitoral.

"Em 40 anos de democracia nunca assistimos a uma violação tão grosseira das regras democráticas como esta que Antonio Costa acabou de praticar. A campanha terminou na sexta-feira. Hoje é o dia das eleições", refere a candidatura de António José Seguro, censurando esta "atitude anti-democrática e desrespeitosa" do atual presidente da Câmara de Lisboa, que "mancha o processo eleitoral".

A candidatura de António José Seguro diz aguardar, "com urgência", uma posição pública da Comissão Eleitoral.

Cerca de 250 mil simpatizantes e militantes socialistas escolhem entre o secretário-geral António José Seguro e o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, o candidato do PS a primeiro-ministro nas próximas eleições legislativas.