Política

Direção do PS acusa António Costa de "deslealdade"

Direção do PS acusa António Costa de "deslealdade"

A direção do PS reagiu, esta terça-feira, em bloco, considerando que a possibilidade de António Costa se candidatar a secretário-geral do partido, em simultâneo com a candidatura à Câmara de Lisboa, representa uma "deslealdade".

Estas posições foram assumidas pelo porta-voz do PS, João Ribeiro, e pelo secretário nacional para a Organização, Miguel Laranjeiro, à entrada para a reunião da Comissão Política dos socialistas.

Recorde-se que António Costa prepara-se para anunciar que se candidatará a secretário-geral do PS e à Câmara de Lisboa.

Perante este cenário, o porta-voz dos socialistas comentou: "É uma deslealdade nunca vista. Costumávamos assistir a isto no PSD, mas no PS não havia registo histórico", afirmou João Assunção Ribeiro.

No mesmo sentido, Miguel Laranjeiro falou "em desrespeito" pelos militantes que estão envolvidos na preparação das eleições autárquicas e, também, "em deslealdade".

"Trata-se de uma deslealdade em relação à direção do partido e em relação ao secretário-geral. Há milhares de militantes a darem o seu melhor e não mereciam isso", afirmou, numa nova crítica dirigida ao presidente da Câmara de Lisboa.

Conteúdo Patrocinado