Política

FMI reconhece que teria sido melhor renegociar a dívida

FMI reconhece que teria sido melhor renegociar a dívida

Um mês após o fim do resgate, técnicos do FMI enviaram um artigo ao Conselho Consultivo dizendo que Portugal teria saído a ganhar com uma reestruturação da dívida externa do país.

De acordo com o "Jornal de Negócios", trata-se de um artigo feito por técnicos da organização internacional. Não é, portanto, uma assunção política de erro por parte da diretora do FMI. Mas, no passado, a existência de dados técnicos sobre o impacto da austeridade levou Christine Lagarde a admitir erros nos cálculos que serviram de base às políticas impostas (ler ao lado). Não que tal tenha levado a uma inversão de políticas, aponta Manuel Caldeira Cabral, professor de Economia na Universidade do Minho, para quem o FMI devia agora "contribuir para o debate sobre a mutualização da dívida" a nível comunitário ou "formas de aliviar os fardos" colocados sobre os resgatados.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.