Política

JSD desafia Mário Soares a "calar-se"

JSD desafia Mário Soares a "calar-se"

A Juventude Social Democrata aconselhou, esta terça-feira, Mário Soares a "calar-se", numa mensagem irónica de resposta à carta aberta que o ex-presidente socialista dirigiu ao primeiro-ministro, Passos Coelho, pedindo-lhe que se demita.

Na carta aberta dos jovens sociais-democratas, divulgada pelo seu líder, Duarte Marques, o antigo presidente da República é referido como "Pai da democracia ad eternum" e a JSD dirige-lhe a pergunta "Por que não te calas?", tornada célebre quando o Rei de Espanha a fez em castelhano ao presidente venezuelano, Hugo Chavez, quando este criticou o Governo de direita de Madrid.

A JSD justifica o teor da mensagem afirmando que "demagogia se combate com demagogia" e, por isso, deixa o "conselho" a Mário Soares, convidando-o a calar-se, e o "desafio" de abdicar dos "apoios públicos e isenções fiscais" concedidos à sua fundação.

Na carta, a JSD faz ainda considerações sobre a idade do antigo presidente e cita palavras do programa de um dos governos do Bloco Central que Mário Soares liderou nos anos 80, segundo as quais não era "lícito" recusar apoio a um Governo a enfrentar "uma crise de tal modo grave que o combate a travar é de todos".