Política

"Manif" recebe Passos Coelho no Porto

"Manif" recebe Passos Coelho no Porto

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, foi recebido, esta quinta-feira à tarde, na Reitoria da Universidade do Porto, por centenas de manifestantes em protesto, embora protegido por um perímetro de segurança e um forte contingente policial. No final, três pessoas foram identificadas o que motivou uma pequena escaramuça com a Polícia.

"À chegada dos carros oficiais, os manifestantes, muitos deles com bandeiras da CGTP, entoaram palavras de ordem. Contra o aumento do custo de vida" e "FMI fora de Portugal! Há outro caminho" eram algumas das mensagens que se podiam ler nos cartazes.

O primeiro-ministro entrou diretamente nas instalações da Reitoria, sem contacto direto com a população.

Pouco tempo depois da chegada de Pedro Passos Coelho, vários indivíduos envolveram-se em confronto com a Polícia, na Praça de Carlos Alberto.

Segundo um relato da Agência Lusa, um indivíduo foi detido e, na sequência da detenção, outros manifestantes perseguiram o carro da PSP.

Nesse momento, agentes da polícia desferiram várias bastonadas nas pessoas que se encontravam nas imediações.

Fonte do comando da PSP do Porto citado pela Lusa, disse que foram identificadas três pessoas por arremesso de cenouras aos polícias e danos numa viatura policial.

Diz ainda a mesma fonte que uma dessas pessoas estava a resistir à identificação, pelo que foi conduzida a uma carrinha da polícia, para se proceder a esse ato.

A fonte do comando da PSP explicou que houve uma pequena escaramuça junto à carrinha, mas disse também não ter registo de agressões.

Vários manifestantes tentaram obter a identificação dos polícias envolvidas nas agressões, sem resultados práticos.

Um dos agentes presentes no cordão de segurança disse aos manifestantes para apresentarem queixa "amanhã".