Política

Ministro Mota Soares vaiado duas vezes no único concelho do CDS

Ministro Mota Soares vaiado duas vezes no único concelho do CDS

Vaias à chegada e à partida. O ministro da Segurança Social, Pedro Mota Soares foi este sábado à tarde apupado em Ponte de Lima, onde se deslocou para assistir, como convidado de honra, ao cortejo etnográfico das Feiras Novas.

Quando Pedro Mota Soares chegou à tribuna de honra o povo manifestou-se com apupos e assobios, acabando depois por acalmar. A expressão da indignação repetiu-se quando o ministro se retirou.

Durante o desfile, que durou cerca de duas horas, dois homens que integravam um dos carros alegóricos regaram os convidados da tribuna com água e ouviram-se ainda alguns comentários de incentivo por parte de populares.

"Há uma coisa para nós muito importante. O Governo tem de tomar as medidas essenciais para cumprir aqueles que são os objectivos do país", disse Pedro Mota Soares, quando questionado pelos jornalistas sobre as novas medidas de austeridade.

"É fundamental que se perceba que cumprir o objectivo do défice é uma obrigação do Estado português nos termos do que foi estabelecimento no memorando de entendimento com a troika, essencial para nós honrarmos os nossos compromissos", sustentou o ministro da Solidariedade Social.

"O Governo já disse muito claramente que, face à decisão, face ao acordão do Tribunal Constitucional que colocou a solução que o Governo tinha relativamente ao controle da despesa e ao cumprimentos dos nossos objectivo, foi preciso encontrar uma solução e foi sobre essa solução que falei hoje de manhã e não vou acrescentar mais nada", acrescentou Pedro Mota Soares.