Política

Mulher morta e família com quotas pagas no PS

Mulher morta e família com quotas pagas no PS

Olívia Oliveira Vieira morreu no dia 24 de dezembro de 2013 mas, em julho desde ano, alguém lhe pagou as quotas para que continuasse a ser militante do PS na secção de Famalicão.

"A minha irmã nunca pagou as quotas. Mas tanto as dela como as minhas sempre estiveram pagas", disse, ao JN, Isidra Vieira, 66 anos, residente em Novais, Famalicão. Este é o terceiro caso no distrito de Braga em que pessoas já falecidas estão "aptas" a votar na escolha para o novo líder da Federação de Braga. De um lado está Maria José Oliveira, apoiada, entre outros, por Fernando Moniz, o atual líder distrital. Do outro, Joaquim Barreto, apoiado por diversas autarcas e ex-autarcas, como Mesquita Machado.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.