Política

Passos Coelho diz que estabilidade política é muito importante

Passos Coelho diz que estabilidade política é muito importante

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, defendeu, esta terça-feira, que a estabilidade política "não é um valor em si mesmo mas é um elemento muito importante" e advertiu para os riscos que ainda persistem para a economia.

"Assim que houve notícia razoavelmente firme de que o resultado das eleições não antecipa um governo estável em Itália, a bolsa italiana afundou e os títulos da dívida pública italianos, espanhóis e portugueses e de outros países tiveram um agravamento", observou o primeiro-ministro.

Isso mostra que "a estabilidade política, não sendo um valor em si mesmo, é um elemento muito importante nos tempos que estamos a viver e julgo que todos sabemos isso", prosseguiu.

O primeiro-ministro falava aos jornalistas no final de uma visita ao Salão Internacional do Setor Agroalimentar e Bebidas (SISAB), que decorre no Pavilhão Atlântico, Lisboa.

Afirmando não querer comentar a situação política interna italiana, Passos Coelho disse que o efeito nos títulos de dívida pública de uma possível instabilidade em Itália mostra, em segundo lugar, que "ainda existem elementos de caráter sistémico que não dependem estritamente de cada país" mas que tem impactos significativos nas economias dos países sob assistência ou sob maior pressão dos mercados.

"Ora isso significa portanto que riscos que ainda existem no horizonte nos devem levar a ter uma posição de alguma humildade e de algum comedimento, concentrando nos muito naquilo que está ao nosso alcance realizar", disse.

Para o primeiro-ministro, "seria um insulto aos portugueses" deitar fora todo o resultado" do esforço que está a ser feito e "toda a credibilidade".