Política

PCP afirma que Portugal está à beira do desastre

PCP afirma que Portugal está à beira do desastre

O deputado do PCP Honório Novo afirmou, esta sexta-feira, que o país está na "iminência de um desastre social" e defendeu que o Governo "tem de parar para pensar" e inverter o caminho.

"O Governo e os senhores ministros têm que parar para pensar e perceber que é tempo de inverter o caminho e rasgar uma perspetiva económica recessiva imposta pela `troika" que tem conduzido o país à beira do abismo", afirmou.

Em declarações aos jornalistas no Parlamento, Honório Novo considerou que as previsões económicas hoje divulgadas pela Comissão Europeia mostram que o país está a ser arrastado para "um desastre social de proporções inimagináveis" e rejeitou que as responsabilidades possam ser atribuídas à conjuntura europeia, como reclama o Governo.

"Quando não se querem assumir as responsabilidades, tudo é válido, todos os pretextos são válidos para disfarçar a realidade que é nós estamos de facto perante a iminência de um desastre social", disse.

De acordo com as previsões económicas de inverno divulgadas esta sexta-feira, a Comissão Europeia espera agora quase o dobro da recessão em 2013 que o estimado anteriormente, passando de uma contração de 1% para 1,9%.

A destruição de emprego foi também maior que a prevista, o que levou a taxa de desemprego média anual do ano passado para 15,7%, superior aos 15,5% esperados na mesma altura pelo Governo e pela "troika" (composta pelo Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu).

Bruxelas aponta agora para uma retoma gradual na segunda metade do ano, mas alerta que existem riscos consideráveis mesmo para estas previsões mais pessimistas, em especial devido ao elevado desemprego.