PCP

PCP diz que adiamento da privatização da RTP resulta de "luta dos trabalhadores"

PCP diz que adiamento da privatização da RTP resulta de "luta dos trabalhadores"

O PCP defendeu esta quinta-feira que o adiamento da privatização da RTP resulta da "luta dos trabalhadores" e da "pressão da opinião pública", defendendo que deve significar uma melhoria do serviço público de televisão e rádio.

A deputada comunista Carla Cruz afirmou, aos jornalistas, no Parlamento, que "este adiamento resulta, de facto, da luta que os trabalhadores da RTP fizeram e da pressão que a opinião pública fez para que a privatização da RTP não fosse avante".

"Este adiamento deve significar uma valorização do serviço público, da melhoria do serviço públicos e dos fins para que foi criado e não significar uma degradação do serviço", afirmou

"Este adiamento não deve basear-se na lógica dos mercados, mas deve ser assente nesta premissa da importância da televisão e da rádio públicas para o país, para a valorização da cultura, da língua, das minorias, o fim para que foi criada a RTP", insistiu.

Esta quinta-feira alguns órgãos de comunicação social noticiaram que o tema da privatização da RTP estaria previsto para a reunião do Conselho de Ministros desta manhã. O comunicado final da reunião - que terminou sem ter sido realizada a habitual conferência de imprensa - é omisso em relação ao assunto.