Política

Quem é Luís Marques Guedes

Quem é Luís Marques Guedes

O social-democrata Luís Marques Guedes, licenciado em direito e jurista, de 55 anos, que foi deputado entre 1995 e 2011 e líder parlamentar do PSD entre 2005 e 2007, regressa agora ao Parlamento como ministro.

O ainda secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, tutelado pelo primeiro-ministro, foi escolhido por Pedro Passos Coelho para ocupar as funções de ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, na sequência da demissão de Miguel Relvas do Governo PSD/CDS-PP, há uma semana.

Luís Maria de Barros Serra Marques Guedes, nascido a 25 de agosto de 1957, em Lisboa, foi secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro Cavaco Silva, nos anos 90, e nas legislativas de 01 outubro de 1995, em que o PSD passou à oposição, foi eleito deputado pelo círculo do Porto.

Entre a VII e a XI legislaturas, até às eleições legislativas de 5 de junho de 2011, Luís Marques Guedes foi sempre eleito deputado pelo Porto, exceto na VIII Legislatura, em que se candidatou pelo círculo de Santarém.

Na Assembleia da República, foi vice-presidente e presidente da bancada social-democrata e presidiu à Comissão de Ética.

Marques Guedes foi também vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, deputado à Assembleia Municipal de Cascais e presidente do Instituto da Juventude.

Em 2005, com o PS de regresso ao poder com um Governo de maioria absoluta chefiado por José Sócrates e Luís Marques Mendes na presidência do PSD, Marques Guedes assumiu a liderança da bancada social-democrata.

Esteve nesse cargo durante dois anos, deixando o lugar depois de Luís Filipe Menezes derrotar Marques Mendes nas eleições diretas para a liderança do PSD de 2007.

"Por razões de ética política, após ter estado dois anos em articulação com a anterior direção, entendo que, com esta alteração, que não é de continuidade, não tenho disponibilidade para me recandidatar", justificou, na altura.

Em 2008, foi o diretor da campanha de Manuela Ferreira Leite nas eleições internas para a liderança do PSD. A seguir a essas eleições, que Ferreira Leite venceu, derrotando Pedro Passos Coelho e Pedro Santana Lopes, foi escolhido para secretário-geral do partido.

Ocupou esse cargo até 2010, ano em que Pedro Passos Coelho venceu Paulo Rangel e José Pedro Aguiar-Branco em diretas.

Nas legislativas de 2011, Marques Guedes não entrou nas listas do PSD à Assembleia da República, mas foi depois chamado por Passos Coelho para exercer funções governativas, como secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, tutelado pelo primeiro-ministro.

Em 2006, durante um debate com o então líder parlamentar do PS, Alberto Martins, Marques Guedes defendeu uma revisão substancial da Constituição, qualificando o atual texto constitucional de "museu vivo".

Em 2007, apoiou o "não" no referendo sobre a despenalização do aborto.

ver mais vídeos