Política

Seguro quer mudança e promete ação

Seguro quer mudança e promete ação

Falta emprego e esperança aos portugueses e sobram dificuldades e incertezas. Razões que levam o líder do maior partido da Oposição a comprometer-se com mais ação em prol da mudança urgente de política. Veja o vídeo.

A mensagem de Natal de António José Seguro, que será emitida esta noite na RTP, no tempo de antena do PS, está recheada de críticas ao modelo de governação de Passos Coelho e de apelos à mudança.

"É urgente apostar em políticas que tenham as pessoas como prioridade. É urgente ultrapassar as políticas assentes em modelos que esquecem as pessoas e que consideram o desemprego e a pobreza como danos colaterais".

Depois de acentuar que está consciente de que "para muitos portugueses este será um Natal muito difícil" e que, por culpa do Governo, as dificuldades serão maiores em 2013, Seguro fala de "crianças que chegam com fome às escolas", "idosos e reformados que deixam de comprar os medicamentos ou deixam de ir a consultas médicas" e de "famílias a viver no limite da dignidade".

"Para muitos, o presente é de incerteza e de falta de esperança. Para outros, o futuro é antecipado com angústia e preocupação".

A seguir , o secretário geral do PS compromete-se na ação pelo reforço do Estado Social, que, "com políticas públicas de saúde, educação e segurança social, é essencial para combater as desigualdades, garantir a dignidade de cada cidadão e promover a coesão social".

É neste rumo, um modelo político que "não deixa ninguém para trás", que Seguro promete agir "para que regresse a esperança lúcida, dizendo que "só a mudança nos pode devolver a esperança".

A mensagem termina com um voto de confiança nos portugueses "unidos e mobilizados".

Conteúdo Patrocinado