Política

João Semedo responsabiliza Cavaco Silva pela manutenção do Governo

João Semedo responsabiliza Cavaco Silva pela manutenção do Governo

"O Governo está em desagregação. Se não fosse o apoio do Presidente da República já não teríamos Governo", acusou esta tarde em Beja, João Semedo, um dos Coordenadores Nacionais do Bloco de Esquerda

De visita à Ovibeja, o líder bloquista sustentou que a saída do Executivo liderado por Passos Coelho "seria bom para o país". Para João Semedo, o Presidente da República (PR) "é do único português que apoia este governo", assegurando que o Executivo só "sobrevive" porque o Presidente da República "não o demite", como o devia fazer.

O líder do BE, foi mais longe ao referir que o PR ao "sustentar" o Governo "torna-se também responsável" pela situação dramática em que vivem muitos portugueses, acrescentando que a intervenção de Cavaco Silva "não ajuda a sair da crise pelo contrário, é um malefício para país".

Semedo falou de um Governo "em declínio e agonia", onde "o PSD não se entende com o CDS e o CDS não se entende com o PSD".

Quando instado a pronunciar-se sobre as decisões tomadas no Congresso do PS, o bloquista justificou que "não basta o consenso contra a austeridade", é necessário também "uma distância" relativamente à "troika" e ao memorando.

João Semedo confirmou em Beja, ter o Bloco de Esquerda recebido uma carta do ministro Poiares Maduro, para uma reunião com o Governo, onde "vamos estar presentes", mas, para "dizer na cara", o que pensa e que propostas tem o seu partido para fazer "a um Governo autoritário", em quem o BE tem poucas expectativas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG