O Jogo ao Vivo

Política

Leilão de dívida e Conselho de Estado põem TSU em banho-maria

Leilão de dívida e Conselho de Estado põem TSU em banho-maria

Passos não vai comprometer-se, esta quarta-feira, com qualquer recuo na medida para a taxa social única, na reunião com os parceiros sociais. Está disponível para ouvir as suas posições, mas apenas isso.

Fonte governamental confidenciou ao JN que a atitude se deve, no essencial, a dois fatores. Por um lado, o primeiro-ministro não quer que uma súbita mudança de planos represente um desrespeito para com o Conselho de Estado de sexta-feira. Por outro, sabe que uma eventual mudança poderia refletir-se negativamente no leilão de dívida pública que também se realiza hoje.

Há ainda um terceiro motivo: Passos Coelho quer resolver primeiro o problema do entendimento na coligação - daí a reunião da Comissão Política - porque "não gostou mesmo nada" das declarações públicas de Paulo Portas.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa