secretas

Líder do PS exige transparência no "caso das secretas"

Líder do PS exige transparência no "caso das secretas"

O secretário-geral do PS exigiu transparência nas relações entre o Governo e os serviços de informações e considerou que "é o mínimo" que o ministro Miguel Relvas se disponha agora a prestar esclarecimentos no Parlamento.

A posição de António José Seguro sobre a situação dos serviços de informações nacionais foi transmitida em entrevista à TVI.

Segundo o secretário-geral do PS, desde o início da presente legislatura que o atual Governo "não tem possuído uma relação muito clara e transparente com as secretas".

"Aliás, logo no primeiro debate quinzenal no Parlamento chamei a atenção sobre este assunto. Por isso, numa área tão sensível, é importante que haja esclarecimento e transparência, porque os portugueses têm direito a saber toda a verdade", sustentou.

Questionado se "acha bem" que o ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, seja em breve ouvido na Comissão de Assuntos Constitucionais sobre as relações entre o atual Governo e os serviços secretos, António José Seguro deu uma resposta telegráfica: "É o mínimo".

Outras Notícias