O Jogo ao Vivo

Política

Lista da Passos Coelho obtém pior resultado da sua liderança

Lista da Passos Coelho obtém pior resultado da sua liderança

A lista de Pedro Passos Coelho ao Conselho Nacional do PSD, encabeçada por Miguel Relvas, conseguiu 18 dos 70 lugares deste órgão, o pior resultado da sua liderança, numa eleição à qual concorreram nove listas.

Em 2012, concorreram dez listas ao Conselho Nacional, cuja composição passou de 55 para 70 membros efetivos e a lista de Pedro Passos Coelho, encabeçada por Paulo Rangel, elegeu 25 membros, perdendo a maioria absoluta de que dispunha até então.

Em 2010, a "lista de unidade" que acordou com o seu ex-adversário interno Paulo Rangel, liderada pelo eurodeputado, tinha conseguido 29 dos 55 lugares deste órgão máximo entre congressos, numa eleição à qual concorreram 13 listas.

Segundo os resultados anunciados no XXXV Congresso do PSD pelo presidente do Conselho de Jurisdição Nacional deste partido, Calvão da Silva, a lista apresentada por Pedro Passos Coelho, com a letra A, encabeçada por Miguel Relvas, obteve 179 votos num total de 773, obtendo 18 mandatos.

Logo atrás ficou a lista H, composta por atuais e antigos membros da JSD, encabeçada por Pedro Pimpão, com 141 votos e 14 mandatos, seguindo-se a lista E, encabeçada por Sérgio Humberto Silva, com 94 votos e nove mandatos, e a lista D, de João Moura, com 86 votos e oito mandatos.

A lista G, que tem como primeiro candidato Miguel Goulão, conseguiu 81 votos e oito mandatos. A lista B, encabeçada por Álvaro Amorim Sousa Carneiro, 67 votos e seis mandatos. A lista I, encabeçada por Paulo Moreira, obteve 49 votos e quatro mandatos. A lista F, de Luís Rodrigues, 35 votos e três mandatos.

Somente a lista C, encabeçada por José Augusto Jesus Felício, não elegeu nenhum membro do Conselho Nacional, tendo obtido cinco votos. Houve ainda 29 votos em branco e sete votos nulos nesta eleição.