Política

Marques Mendes aconselha políticos a não fazerem promessas

Marques Mendes aconselha políticos a não fazerem promessas

O ex-presidente do PSD Marques Mendes considerou, este sábado, que os candidatos às próximas autárquicas devem "abandonar a tentação de fazer promessas" e defendeu uma "revolução" nos poderes das câmaras, que devem privilegiar o "desenvolvimento" em detrimento das obras.

"Na minha opinião, faz todo o sentido iniciarmos uma nova fase, a das autarquias serem agentes ativos do desenvolvimento económico e social de cada concelho, ao invés daquele conceito só de infraestruturas e equipamentos", afirmou Luís Marques Mendes, num almoço-conferência durante a segunda Universidade Política do PSD/Lisboa, que decorre em Sintra.

Na sua intervenção sobre poder autárquico, de mais de 30 minutos e que incluiu depois uma parte de perguntas e respostas, o comentador político, que assumiu funções autárquicas pela primeira vez em 1976, falou da sua experiência pessoal e afirmou que do ponto de vista histórico, as câmaras municipais passaram por duas fases até hoje: Construção de infraestruturas básicas (anos 90) e mais recentemente pela construção de equipamentos (desportivos, de saúde, educativos ou sociais).

Na opinião de Marques Mendes, nas próximas autárquicas é preciso "uma mudança de cultura e mentalidade".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG