Política

Menezes diz que a candidatura ao Porto é "popular" e "suprapartidária"

Menezes diz que a candidatura ao Porto é "popular" e "suprapartidária"

O presidente da Câmara de Gaia, Luís Filipe Menezes, disse, esta quinta-feira, que a candidatura ao Porto é "suprapartidária", que conta com apoios que vão "da direita à esquerda" e com o "impulso popular".

"A minha candidatura é uma candidatura do povo, popular. É uma candidatura suprapartidária, é uma candidatura que tem apoios, e fico muito feliz com isso, que vão da direita à esquerda", afirmou o autarca à margem de uma visita às obras da Via Circular do Centro Histórico cujo último troço será lançado até ao final do mês.

O ex-líder do PSD disse ainda ter "toda a legitimidade" enquanto cidadão, para apresentar uma candidatura, destacando estar disponível para a "difícil missão de fazer com que o Porto seja a grande capital política que vai desde o [mar] Cantábrico até ao centro do país".

Sobre o processo interno de decisão do PSD quanto aos candidatos para as autárquicas, Menezes assinalou os "mecanismos" e os "momentos para decidir", garantindo que irá aguardar "com toda a tranquilidade".

"Ainda não me viram a mandar indiretas a ninguém, a ser mal-educado com ninguém, a distorcer a verdade, a criticar a gestão dos outros. Não me viram fazer isso e não me vão ver", assegurou.

O autarca referiu que a sua postura em relação ao Porto é de alguém "que ama a cidade e que sabe que tem, nesta fase, apoio popular e tem a responsabilidade de o ter", lembrando o seu trajeto na cidade de Gaia que nas últimas eleições lhe deu "acima de 60 por cento de votos".

Menezes aproveitou para anunciar que foi já desbloqueado o financiamento QREN para a conclusão do Centro Cultural de Gaia e que irá negociar a criação de 150 postos de trabalho, ao abrigo do programa impulso jovem.

PUB

Adiantou ainda que em 2013 os livros escolares serão gratuitos até ao sexto ano para todos os alunos do concelho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG