Política

Mesa da Assembleia decide sobre audição a Passos sobre as "secretas"

Mesa da Assembleia decide sobre audição a Passos sobre as "secretas"

A presidente do Parlamento remeteu, esta quarta-feira, para a Mesa da Assembleia a decisão sobre o requerimento potestativo do PCP para ouvir o primeiro-ministro sobre as secretas, dizendo querer resolver o assunto "muito depressa e com a melhor interpretação".

"Eu tenho que debater com a Mesa, tenho de ouvir a Mesa, a opinião só se forma verdadeiramente depois de ouvir e de ser devidamente participada, não é? Eu amanhã [quinta-feira], a seguir à reunião com a Mesa poderei dar um sinal, depois de o dar ao Parlamento, também aos jornalistas da minha resposta", declarou Assunção Esteves.

A presidente do Parlamento acrescentou: "Remeto para a Mesa a decisão sobre essa questão da ida do primeiro-ministro à comissão".

"Vamos resolver isto muito depressa e com a melhor interpretação que pudermos encontrar, mas vamos resolver depressa", reforçou.

Questionada sobre se considera ter um "imbróglio" em mãos, Assunção rejeitou a ideia.

"Não, aqui não há imbróglios, resolve-se tudo, nós vivemos numa democracia serena, não há imbróglios, todos nós temos as nossas competências distribuídas para resolver problemas quando eles surgem e é isso que vamos fazer amanhã [quinta-feira]", respondeu.

"Vou tomar uma decisão dentro das competências que eu tiver neste contexto, amanhã [quinta-feira]analisaremos tudo isso", concluiu.

PUB

A Mesa da Assembleia da República reúne-se quinta-feira às 12 horas.

A reunião deste órgão parlamentar tem lugar depois de o presidente da comissão de Assuntos Constitucionais lhe ter solicitado que procedesse à interpretação do regimento no caso do pedido potestativo do PCP para ouvir o primeiro-ministro sobre as secretas.

O artigo 266 do regimento da Assembleia da República define que a sua interpretação "compete à Mesa" e que existe ainda a possibilidade de "recurso para o plenário".

A decisão de Fernando Negrão surgiu no final de uma longa discussão na comissão sobre o requerimento apresentado pelos comunistas, depois de PSD e CDS-PP terem contrariado veementemente a iniciativa.

A Mesa da Assembleia é encabeçada pela presidente do Parlamento, Assunção Esteves, pelos vice-presidentes, Guilherme Silva (PSD), Ferro Rodrigues (PS), Teresa Caeiro (CDS), António Filipe (PCP), pelos secretários, Duarte Pacheco (PSD), Rosa Albernaz (PS), Abel Baptista (CDS) e Jorge Machado (PCP), e ainda pelos vice-secretários, Paula Cardoso (PSD), Paulo Batista Santos (PSD), Nuno Sá (PS) e Raul Almeida (CDS).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG