Política

Movimento Revolução Branca "contente" pelo reconhecimento do exercício da cidadania

Movimento Revolução Branca "contente" pelo reconhecimento do exercício da cidadania

O Movimento Revolução Branca manifestou esta quinta-feira o seu "contentamento" pelo reconhecimento que o "exercício da cidadania é válido e possível", numa reação à confirmação pelo Tribunal da Relação do impedimento de uma candidatura de Fernando Seara às autárquicas.

Citado pela agência Lusa, o vice-presidente do MRB, Pedro Pereira Pinto, sublinhou que o contentamento não é apenas pelo tribunal da segunda instância ter confirmado que o atual presidente de Sintra não pode concorrer à câmara de Lisboa.

"O contentamento é pelo reconhecimento de que o exercício da cidadania, pela cidadania é perfeitamente reconhecido e foi reconhecido onde o deve ser feito: nos tribunais", disse.

O responsável indicou ainda a satisfação por o "exercício de cidadania ser válido e possível" e que foi resposta a legalidade.

"Foi reposta a legalidade que estava a ser violada por parte dos candidatos. Esta é uma situação que deve ser um exemplo para os outros candidatos ilegais desistirem das suas candidaturas", afirmou à Lusa.

Outras Notícias