Política

Para Cavaco a divergência na coligação PSD/CDS-PP "é semântica"

Para Cavaco a divergência na coligação PSD/CDS-PP "é semântica"

Cavaco Silva afirmou que a informação que possui não aponta para um desentendimento entre Pedro Passos Coelho e Paulo Portas. "A informação que me chega - e eu tenho contactos frequentes com o primeiro ministro mas também com o ministro dos Negócios Estrangeiros - não coincide com a informação publicada."

A divergência parece resumir-se a um problema semântico, uma vez que, sustentou, "nem o Presidente da República nem ninguém pode impor que diferentes membros do governo usem exatamente as mesmas palavras quando falam de um assunto." Quando falam com Cavaco, dizem a mesma coisa, referiu esta terça-feira, no Porto, no fim da cerimónia de entrega dos Prémios BIAL

"O que ouço de um lado não é diferente do que ouço do outro", garantiu. E repetiu: "Portugal não está em condições de juntar uma crise política à grave situação económica e social em que se encontra. Os custos seriam muito elevados."

Outras Notícias