O Jogo ao Vivo

Política

Passos Coelho não exclui novos cortes em salários e pensões

Passos Coelho não exclui novos cortes em salários e pensões

Informação de fonte oficial das Finanças sobre cortes definitivos nas pensões, amplamente noticiada, foi ontem desvalorizada pelo Governo. Mas Passos Coelho não exclui que venham a ser aplicados.

Não está "em cima da mesa" a discussão sobre reduções adicionais de salários e pensões, garantiu o primeiro-ministro a partir de Moçambique, onde se encontra em visita oficial. Passos explicitou que não foram tomadas decisões, porque o trabalho do grupo que estuda a matéria está ainda em curso. "Não quer dizer que não venha a haver, no caso da Segurança Social, a substituição daquelas medidas que nos permitam sustentabilidade para o futuro", admitiu. Trata-se de cumprir o objetivo, adotando soluções passíveis de aceitação pelo Tribunal Constitucional, que chumbou o diploma da convergência de pensões.

Quinta-feira, a generalidade dos média revelou que o Governo estuda a conversão em definitivo dos cortes operados em pensões, públicas e privadas. A informação foi prestada em encontro informal, convocado pelo Ministério das Finanças, no qual fonte oficial detalhou medidas como a indexação do valor das pensões a indicadores económicos e demográficos.

Leia mais na versão e-paper ou na edição impressa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG