Pedro Passos Coelho

Passos diz que serão portugueses a julgá-lo quando o mandato terminar

Passos diz que serão portugueses a julgá-lo quando o mandato terminar

O primeiro-ministro disse, esta sexta-feira, que serão os portugueses a julgar os seus "falhanços e sucessos" quando o seu mandato terminar, depois da deputada bloquista Ana Drago ter antecipado novos conflitos no Governo.

"Os portugueses julgarão os meus falhanços e os meus sucessos, os portugueses hão de fazê-lo como é normal em democracia quando o meu mandato tiver terminado", afirmou o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, durante o debate do Estado da Nação que decorre no Parlamento, respondendo à deputada do BE Ana Drago.

Antes, Ana Drago tinha defendido a demissão do executivo de coligação PSD/CDS-PP, antecipando "um novo conflito no Governo", com o primeiro-ministro a ter que agir como "uma força intermediadora de paz" para o evitar.

"Vai ter que continuar sentado entre o ministro dos Negócios Estrangeiros e a ministra das Finanças como uma força intermediadora de paz para que não haja um novo conflito no Governo. Mas, a verdade é que vai haver", sustentou Ana Drago.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG