OE2012

Paulo Portas recusa 'dirigir' RTP Internacional

Paulo Portas recusa 'dirigir' RTP Internacional

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, deixou implícito, esta quarta-feira de manhã, no Parlamento, que não pretende tutelar a RTP Interncional, ao contrário do que foi sugerido pelo grupo de trabalho liderado por João Duque para a reforma do serviço público.

"Já fui jornalista e não m lembrou de alguma vez ter deixado que um Governo me influenciasse. Não tenho qualquer intenção de influenciar qualquer jornalista", declarou Paulo Portas.

Foi com esta frase, em respostas a alguns deputados, durante a discussão do Orçamento de Estado na especialidade, que o governante se distanciou da recomendação de João Duque, que pretendia uma "filtragem da informação" a emitir pela RTP Internancional por parte do Ministério dos Negócios Estrangeiros, "a bem da nação".

O ministro ainda deixou a garantia que não confunde grupos de trabalho com decisões, marcando mais um vez uma distância em relação à possível tutela do serviço de informação internacional da RTP.

Outros Artigos Recomendados