Política

PCP propõe aumento de 25 euros nas pensões e mais 17 medidas

PCP propõe aumento de 25 euros nas pensões e mais 17 medidas

O grupo parlamentar do PCP apresentou, esta quarta-feira, 18 medidas alternativas às opções do Governo e à sua proposta de Orçamento do Estado para 2014, incluindo o aumento mínimo de 25 euros nas pensões mais baixas.

"O OE2014 assume como principais objetivos políticos o agravamento da exploração e a reconfiguração do Estado, nomeadamente pelo desmantelamento das suas funções sociais", afirmou o deputado Jorge Machado, em conferência de imprensa, no Parlamento, sublinhando os danos "no rendimento do trabalho, nas reformas e prestações sociais".

Segundo o parlamentar do

"O

Segundo Jorge Machado, aquelas três alterações de rumo face àquilo que o

Relativamente aos funcionários públicos, os comunistas advogam o fim dos cortes salariais e da desvalorização do trabalho extraordinário, bem como os despedimentos e as restrições à contratação e progressão na carreira em termos de remunerações, além do regresso ao horário de 35 horas semanais e do aumento do subsídio de refeição para 6,5 euros.

A reforma sem penalizações após 40 anos de contribuições, a recuperação das condições anteriores de subsídio de desemprego, assim como de doença, dos quarto e quinto escalões do abono de família ou a eliminação das condições de recurso para diversas prestações sociais são também contempladas.

O

Outros Artigos Recomendados