PCP

PCP vai recorrer da decisão da Mesa da Assembleia

PCP vai recorrer da decisão da Mesa da Assembleia

O PCP afirmou, esta quinta-feira, que vai recorrer da decisão da Mesa da Assembleia da República, que rejeitou a audição potestativa do primeiro-ministro sobre as "secretas", o que obriga o plenário a debater e a pronunciar-se sobre o assunto.

Em declarações aos jornalistas no final da reunião da Mesa, o líder parlamentar do PCP, Bernardino Soares, adiantou que a sua bancada vai "recorrer da decisão da senhora presidente da Assembleia da República para plenário", considerando que este "direito potestativo não pode ser impedido com estes argumentos, que não têm validade".

"Nós ouvimos as parcas explicações da senhora presidente da Assembleia e consideramos que é uma decisão incompreensível, não fundamenta a decisão no regimento tal qual o lemos e o entendemos e está-se a pôr em causa um direito potestativo, o que pensamos não ser admissível", criticou.

Bernardino salientou que, segundo a lei, "só o primeiro-ministro tem, como membro do Governo, a tutela" da área das informações.

"Só ele pode responder, não o escolhemos por ser primeiro-ministro, escolhemo-lo porque ele é o único que no Governo tem competência para dar resposta", alegou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG