O Jogo ao Vivo

Política

Pertenço a uma raça de homens que paga o que deve, diz primeiro-ministro

Pertenço a uma raça de homens que paga o que deve, diz primeiro-ministro

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou esta sexta-feira que pertence a uma "raça de homens" que honra os compromissos assumidos pelo país e que paga aquilo que deve, mesmo que tenha de pedir sacrifícios.

Pedro Passos Coelho falava na parte final do debate quinzenal na Assembleia da República, ainda em resposta a anteriores acusações ao Governo feitas pelo líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã.

"Eu pertenço a uma raça de homens que não se vira para aqueles que lhe emprestaram o dinheiro e dizem depois que não aceitam chantagem porque querem ver o dinheiro de volta, ou que dizem depois não há o direito de se coagir por se dever", apontou.

Pedro Passos Coelho especificou a seguir qual a sua atitude pessoal perante casos de dívida.

"Eu pertenço a uma raça de homens que gosta mesmo quando não é o próprio a causa do endividamento de honrar os compromissos do país, de pagar aquilo que deve, mesmo que por essa razão tenha de solicitar aos portugueses um sacrifício ainda maior", disse, usando um tom de voz elevado e recebendo uma prolongada salva de palmas das bancadas do PSD e do CDS.

Ainda dirigindo-se a Francisco Louçã, o primeiro-ministro disse que não vira "a cara a dificuldades, nem aos portugueses que passam hoje dificuldades muito maiores para que o país possa cumprir os seus compromissos".

"E nós iremos cumprir esses compromissos", acrescentou.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG