Afeganistão

Portugal vai dar 1 milhão de euros para apoiar Forças Armadas afegãs

Portugal vai dar 1 milhão de euros para apoiar Forças Armadas afegãs

O ministro da Defesa, Aguiar-Branco, anunciou, esta quarta-feira, que Portugal vai contribuir com 1 milhão de euros para apoiar o financiamento das Forças Armadas do Afeganistão para além de 2014.

"Neste momento o contributo que foi solicitado a Portugal e da avaliação que estamos a fazer permitirá ter uma ordem de grandeza a considerar de cerca de um milhão de euros, em paridade com os países da mesma dimensão para um pós-2014", anunciou José Pedro Aguiar-Branco.

Perante os deputados da comissão parlamentar de Defesa, o ministro da Defesa acrescentou que quanto à eventual participação portuguesa de forças no terreno no pós-2014 "não existem ainda condições para fazer qualquer opção".

PUB

"Ainda não foi objeto de reflexão se Portugal deverá integrar o pós-2014 para além da parte financeira, essa achamos que sim, que devemos assumir esse compromisso", declarou.

O ministro da Defesa Nacional precisou que o processo de transição da responsabilidade pela segurança e defesa para as Forças Armadas afegãs terá "o apoio constante" das forças aliadas.

As ações posteriores ao período de transição terão duas vertentes, "a continuação dos esforços no terreno para desenvolver, formar e preparar as forças afegãs", e o apoio financeiro.

De acordo com Aguiar-Branco, o objetivo "é que o número de efetivos seja da ordem dos 228500 para uma necessidade de financiamento anual de 4,1 mil milhões de dólares".

"Este valor comporta o financiamento por parte dos parceiros da ISAF [Força de Assistência à Segurança no Afeganistão] em 1,3 mil milhões de dólares e 500 milhões por parte do governo afegão, sendo o restante financiado pelos EUA", acrescentou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG