Austeridade

Presidente do PSD Açores diz que portugueses "estão assustados" com a austeridade

Presidente do PSD Açores diz que portugueses "estão assustados" com a austeridade

A presidente do PSD/Açores, Berta Cabral, considera que os portugueses "estão assustados" e não podem sentir que os seus sacrifícios são em vão, defendendo a necessidade de um "grande sentido de responsabilidade" dos líderes políticos.

"O país está a passar por uma situação que requer grande serenidade aos líderes políticos, grande sentido de responsabilidade e, acima de tudo, grande sensibilidade para as questões do país", afirmou Berta Cabral, numa declaração à Lusa.

Berta Cabral frisou que "é preciso ter em conta que os portugueses estão assustados, já fizeram muitos sacrifícios e não podem, de forma alguma, sentir que os sacrifícios que fizeram estão a ser postos em causa ou foram em vão".

Por isso, apelou aos líderes políticos para que "ponham os interesses do país acima de qualquer interesse partidário".

"Os sacrifícios (dos portugueses) são para resolver os problemas do país e os políticos têm que ter isso em consideração", defendeu a líder regional do PSD, num comentário à atual situação política nacional, na sequência das medidas de austeridade anunciadas pelo primeiro-ministro e líder do PSD, Pedro Passos Coelho.

Berta Cabral, que já se manifestou contra essas medidas, salientou que a situação exige "muita ponderação por parte de todos os responsáveis políticos, muita capacidade para encontrar posições de convergência, para que o país fique sempre primeiro e os portugueses sintam e possam confiar nos políticos que os representam".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG