Política

PSD vai analisar declarações de Paulo Portas

PSD vai analisar declarações de Paulo Portas

Jorge Moreira da Silva, vice-presidente do PSD, anunciou que o PSD vai convocar a Comissão Permanente e Comissão Política do partido para analisar as declarações proferidas, este domingo, por Paulo Portas.

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, afirmou, este domingo, que discordou da medida da TSU e defendeu "outros caminhos", explicando que não bloqueou a decisão para evitar uma crise nas negociações com a 'troika' e uma "crise de Governo".

Em resposta, o PSD vai reunir já esta segunda-feira a Comissão Permanente e na próxima quarta-feira será a vez do assunto ser discutido na Comissão Política.

"Estas reuniões destinam-se a analisar e avaliar de um modo muito detalhado as decisões tomadas pelo CDS-PP", afirmou o social-democrata, numa declaração de cerca de um minuto, sem direito a perguntas dos jornalistas, na sede nacional do PSD, em Lisboa.

Recorde-se que este domingo e confrontado com a participação do ministro do CDS -PP Pedro Mota Soares na preparação da medida, conforme revelou o primeiro-ministro, Paulo Portas respondeu que "era o que faltava que houvesse greve de zelo dentro do Governo". "Uma coisa é ter uma opinião, outra coisa é recusar uma função", acrescentou.

Ainda este domingo, o vice presidente do PSD Pedro Pinto considerou, em declarações ao DN online, "inacreditável" a intervenção de Paulo Portas e a posição pública do CDS sobre a proposta para a Taxa Social Única.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG