Política

Secretário de Estado cedeu para que "lucros elevadíssimos da EDP continuem", diz BE

Secretário de Estado cedeu para que "lucros elevadíssimos da EDP continuem", diz BE

O deputado bloquista João Semedo afirmou, esta terça-feira, que a demissão de Henrique Gomes da pasta da Energia está "carregada de razões políticas", dizendo estranhar que Artur Trindade "de um dia para o outro passe da regulação para a governação".

"Esta é uma demissão que foi conhecida ontem mas é uma demissão que se vem arrastando no tempo, em geral as demissões são sempre pessoais, mas esta está carregada de razões políticas", considerou Semedo.

O deputado do BE falava durante uma iniciativa junto ao centro de emprego de Vila Nova de Gaia, depois de questionado pelos jornalistas sobre a demissão de Henrique Gomes do cargo de secretário de Estado da Energia, conhecida na segunda-feira à noite.

"Este secretário de Estado tinha um "dossiê' importantíssimo, o da redução do preço da eletricidade, das tarifas da eletricidade, um "dossiê' com um enormíssimo impacto social e o que percebemos com a sua demissão é que mais uma vez foi o elo mais fraco que cedeu para que as rendas elevadíssimas e os lucros elevadíssimos da EDP possam continuar", disse João Semedo, apontando este motivo como "o significado político desta demissão".

Questionado se esta notícia fragiliza o Ministério da Economia, o deputado do BE respondeu que "acrescentam-se todos os dias novas fragilidades às fragilidades antigas".

"Este ministro da Economia sofreu ontem também mais uma fragilidade, mas isso já não é surpresa, já não é novidade", acrescentou.

Já questionado sobre o nome de Artur Trindade, até agora diretor de Custos e Proveitos da Entidade Reguladora do Setor Energético (ERSE), para suceder a Henrique Gomes, o bloquista considerou que "não deixa de ser estranho que o regulador, de um dia para o outro, passe da regulação para a governação".

PUB

Segundo Semedo, "esse é, do ponto de vista da democracia política, um mau exemplo".

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, vai dar hoje posse a Artur Trindade como novo secretário de Estado da Energia, em substituição de Henrique Gomes, que abandonou o cargo por "motivos pessoais e familiares".

A posse está marcada para as 15.30, no Palácio de Belém.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG