OE2012

Seguro diz que se fosse primeiro-ministro o próximo ano seria melhor

Seguro diz que se fosse primeiro-ministro o próximo ano seria melhor

O secretário-geral do PS afirmou, esta quarta-feira, que, se fosse primeiro-ministro e tivesse maioria absoluta no Parlamento, o próximo ano do país seria diferente, já que faria uma abordagem distinta da austeridade, preservando a criação de riqueza.

As palavras de António José Seguro foram proferidas após a aprovação do Orçamento do Estado para 2012 em votação final global.

"Estou na vida política para ajudar a resolver a vida das pessoas. Se fosse primeiro-ministro, se tivesse maioria absoluta, o próximo ano seria bem diferente para a economia e para Portugal", sustentou o líder dos socialistas.

António José Seguro ressalvou depois que, com essa posição, não pretende passar a mensagem de que não aplicaria medidas de austeridade.

"Teria de aplicar medidas de austeridade, mas seria uma austeridade com uma abordagem inteligente para permitir menos recessão e mais apoio às nossas empresas, porque são elas que criam riqueza. Um país para pagar as suas dívidas não é empobrecendo que o faz, é enriquecendo", contrapôs.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG