Política

Seguro e Costa estiveram reunidos

Seguro e Costa estiveram reunidos

O secretário-geral socialista, António José Seguro, e o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, reuniram-se na noite desta quarta-feira, no Largo do Rato, para um trabalho "comum" de "orientação estratégica" que fortaleça o papel do PS, enquanto "alternativa".

Um dia depois da reunião da Comissão Política Nacional do PS, na qual o presidente da Câmara de Lisboa ameaçou candidatar-se à liderança do PS, mas, no final, acabou a dizer que irá trabalhar para a unidade e evitar a confrontação, Seguro e Costa reuniram-se na sede do PS num encontro que demorou cerca de uma hora.

"Trata-se de contributos de camaradas com bastante prestígio no Partido Socialista e dirigentes do Partido Socialista para trabalharmos em bases comuns de orientação estratégica. O papel fundamental do PS é o de oposição construtiva ao Governo e de reforço da sua alternativa a esta governação", disse o secretário-geral do PS aos jornalistas, à saída da reunião.

Na mesma linha, António Costa - que foi o primeiro a sair da sede socialista do Largo do Rato - explicou que este "é um diálogo" e um "trabalho comum" que está a ser feito perante "uma vontade comum de que possa haver umas bases para orientação estratégica que reúnam todo o partido e que permitam ao PS fortalecer a sua alternativa na sociedade portuguesa".

António José Seguro sublinhou ainda que "aquilo que é fundamental" é que o PS "se concentre naquilo que é verdadeiramente importante: dar resposta aos problemas dos portugueses e apresentar as suas alternativas à política do Governo".

Questionado inúmeras vezes pelos jornalistas sobre se a deslealdade tinha acabado no PS, o secretário-geral socialista escusou-se a responder a mais perguntas, justificando que não podia chegar atrasado à entrevista que dá esta noite à SIC Notícias.

No final da reunião da Comissão Política Nacional do PS, que começou terça-feira à noite, tendo durado seis horas e terminado já na madrugada de hoje, o secretário-geral socialista afirmou ainda que irá propor à Comissão Nacional a marcação do congresso para um período "o mais breve possível" e expressou a sua satisfação por António Costa se recandidatar à Câmara de Lisboa.

Outras Notícias