Política

Simpatizantes inscritos online para as primárias já atingiu os 21500

Simpatizantes inscritos online para as primárias já atingiu os 21500

As eleições primárias para a escolha do candidato do PS a primeiro-ministro, no dia 28 de setembro, já registaram a inscrição por via "online" de 21500 pessoas, disse esta terça-feira à agência Lusa fonte da comissão eleitoral.

De acordo com o regulamento das eleições primárias do PS, que são abertas a simpatizantes, o prazo para a inscrição abriu no passado dia 14 e apenas termina a 12 de setembro.

Como referiu o presidente da comissão eleitoral das primárias, Jorge Coelho, neste número, "que já supera os 20 mil", não está ainda contabilizado o conjunto de pessoas que se inscreveu presencialmente, ou seja, nas estruturas do PS em todo o país.

Hoje, na sede nacional do PS, Jorge Coelho recebeu os processos de formalização das candidaturas do presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, e do secretário-geral socialista, António José Seguro, tendo ambos entregado o número máximo de 1500 assinaturas.

Numa breve troca de palavras com os representantes das duas candidaturas, o ex-ministro socialista salientou que o principal objetivo da comissão eleitoral a que preside "é criar condições para que o processo se concretize dentro do maior rigor e transparência".

"Na comissão eleitoral, podemos garantir ao PS e ao país, num momento em que este partido lança um processo inédito em Portugal, que tudo faremos para que as coisas corram bem - e quero aqui referir que tudo está a decorrer com grande normalidade. Do ponto de vista de inscrição de pessoas como simpatizantes do PS, o número 20 mil via "online" já foi ultrapassado. Para as que fizeram inscrição presencial nas estruturas do PS, começou agora o processo informático [de inserção de dados] - e já há uns milhares de inscrições", disse.

Ou seja, de acordo com o ex-ministro socialista, "da parte dos portugueses está a haver uma grande participação neste processo".

"Estamos a criar condições para que se divulgue e mobilize ainda mais as pessoas", referiu, numa alusão ao lançamento de ?outdoords' pelo país e "a um tempo de antena meramente informativo" que será emitido na quarta-feira.

"A questão central é a discussão política entre os diferentes protagonistas e o nível de conflitualidade entre as candidaturas é muito diminuto", acrescentou o presidente da comissão eleitoral das primárias.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG